Robertinho propõe vistoria em estacionamento desativado na Vila Lutfalla

19 de março de 2010

O vereador Roberto Mori Roda (PV) apresentou indicação sugerindo a realização à Prefeitura a necessidade de vistoria em estacionamento desativado localizado na Rua Rocha Pombo esquina com a Avenida Getúlio Vargas, na Vila Lutfalla.

Segundo Robertinho Mori, moradores das proximidades e pessoas que freqüentam a região, vem se sentido ameaçado pelos andarilhos que invadiram o estacionamento desativado. “Fui procurado em meu gabinete para interceder na busca de uma solução, pois, o medo de abordagens com risco de furto, roubo e outros delitos, preocupam e alguma medida precisa ser tomada”,informou.

“É urgente que a Prefeitura através do seu órgão competente proceda à fiscalização necessária, objetivando cessar com o problema com a máxima brevidade, que causa riscos à segurança dos munícipes”, acrescentou. Para o vereador, “é obrigação do poder público zelar pela segurança e integridade de sua população”.

Secretário esclarece sobre medidas contra descarte irregular de resíduos

18 de março de 2010

O vereador Roberto Mori Roda (PV) enviou um requerimento para a Secretaria de Serviços Públicos no dia 8 de março, solicitando análise e avaliação sobre o descarte irregular de resíduos em uma rotatória da rodovia Washington Luís (SP 310), no Jardim Embaré.

O secretário de Serviços Públicos, Nivaldo Sigoli, em resposta ao requerimento, esclareceu que após reanalisar e reavaliar o local, a Divisão de Gestão de Resíduos Sólidos constatou que a placa proibitiva não inibe o descarte irregular de resíduos no local, porém não recomenda a colocação de caçambas.

“Com a colocação de uma caçamba, tornando-o um ponto oficial de descarte, alguns fatos podem ser previstos, pois, aumentará a quantidade de lixo descartado no local e ocorrerá como em outros pontos, a população continuará arremessando os sacos de lixo e não depositando na caçamba”.

O secretário esclareceu que o local em que está havendo despejo de lixo situa-se próximo a uma ladeira, e o seu final é uma rotatória da rodovia Washington Luiz. “Qualquer quantidade de lixo poderá ocasionar um acidente”. Algumas ações devem ser tomadas para evitar o acúmulo de resíduos no local.

Segundo Sigoli, como primeira intervenção foi feita uma planfetagem no local, onde um agente ambiental ficou encarregado de orientar o correto descarte de materiais no bairro.

“As outras operações serão realizadas em conjunto com a panfletagem, pelo mesmo agente, que será diagnosticar junto aos munícipes que pararem para descartar material a procedência do mesmo, os motivos para descarte no local (mora em chácara, não gosta de esperar a coleta alternada, etc.) e sobre a ciência dos perigos do descarte irregular do lixo”.

A secretaria espera que essas ações melhorem a situação do local, acreditando que seja uma solução mais adequada e duradoura que a colocação de uma caçamba de lixo.

Prefeitura anuncia a Robertinho que implantará “Ciclovia dos Estudantes”

12 de Março de 2010

O vereador Roberto Mori Roda (PV) informou na tarde desta quarta-feira (10) que recebeu ofício do diretor do Departamento de Transporte Público, Eduardo Pacheco Gianetti, respondendo ao requerimento referente à construção de ciclovias na cidade. A Prefeitura está desenvolvendo estudos para a implantação de rede cicloviária que será realizada através de emenda parlamentar federal de R$ 200 mil e contrapartida municipal da ordem de R$ 40 mil. Segundo Pacheco, será implantado um trecho de aproximadamente 5 km da “Ciclovia dos Estudantes” com trajeto de início nas proximidades do Terminal Rodoviário – Kartódromo – USP.

Roberto Mori Roda buscou informações sobre o assunto através de requerimento aprovado pela Câmara Municipal.

A implantação de uma rede de ciclovia para atender à mobilidade de pessoas que utilizam bicicletas, foi objeto da Lei Municipal 13.281, de 2004, pela qual a Câmara autorizou a Prefeitura a proceder à implantação de ciclovias nas avenidas marginais localizadas na área urbana do Município. O dispositivo mencionava que o Executivo deveria, através do órgão competente, regulamentar e adaptar a inclusão de ciclovias no sistema viário da cidade de acordo com a situação geográfica da região a ser implantada e estabelecendo a adequada sinalização para garantir a segurança dos usuários.

Conforme a resposta do Departamento de Transporte e Trânsito, “a rede cicloviária será composta de ciclovias e ciclofaixas que deverá contemplar as interconexões com alguns trechos já existentes, beneficiando o lazer e os deslocamentos para o trabalho/escola, proporcionando a utilização da bicicleta como meio de transporte não poluente, contribuindo para a diminuição da poluição atmosférica”.

Sessão Solene – Dia Internacional da Mulher

08/03/2010

Neste dia em que com muita justiça enaltecemos o importantíssimo papel que a mulher desempenha na sociedade moderna, o vereador Robertinho Mori prestou homenagem à Cabo-PM Shirley Áurea do Amaral, que conquistou um lugar de destaque não somente no seu trabalho, mas especialmente na estima e no respeito de todos da Câmara Municipal, onde à 17 anos é nossa guardiã. E neste ano de 2010 irá se aposentar, após 30 anos do fiel cumprimento do seu dever como Policial Militar. – Um exemplo de conduta, de imparcialidade e de profissionalismo.

“Se alguém duvida que a disciplina possa conviver com a sensibilidade, a trajetória desta policial é a maior demonstração dessa harmonia tão valiosa no mundo de hoje.”
“Por todas as suas qualidades, não poderíamos deixar de prestar-lhe um tributo de reconhecimento pela dedicação, pelo exemplo de dignidade e comportamento no seu dia a dia de trabalho.” (Robertinho Mori)

Querida Áurea, nossa gratidão a você, e nossas melhores felicitações. Da mesma forma, nossos parabéns a todas as mulheres por este dia!

Cemitério abandonado

Por meio de requerimento, o vereador pediu informações da Prefeitura sobre a limpeza e capinação no interior do Cemitério Nossa Sra. do Carmo.

Lembrando que já apresentou indicação apontando o problema, ele afirma que as ruas do cemitério estão tomadas pelo mato. No requerimento, Robertinho pergunta se houve vistoria da Prefeitura no local, e qual a periodicidade da manutenção dos cemitérios da cidade.

01 de Março de 2010

Vereador quer averiguar denúncia de contaminação de nascente

O vereador Roberto Mori Roda (PV) apresentou indicação à Prefeitura sugerindo vistoria de possível contaminação em nascente na área de preservação entre o Parque Fehr e a UNICEP, na região noroeste da cidade.

Segundo informação obtida pelo vereador, “toda a água que cai na canaleta principal (que vem da universidade e também do Fehr), vai parar bem em cima de uma das nascentes principais”.

A seu ver, o que ocorre é “algo incompreensível ao bom senso, pois a água carrega resíduos poluentes dos mais diversos, contaminando aquela nascente que deveria estar sendo preservada”.

Robertinho comenta que diante da falta de informação sobre de quem seria o domínio daquela área, entende que deva ser feita com urgência uma averiguação dessas irregularidades “para que sejam tomadas as providências cabíveis”.

01 de Março de 2010

Vereador questiona instalação de ECOPONTO no Jardim Ricetti

06 de Julho de 2010

O vereador Robertinho Mori Roda (PV) apresentou requerimento na Câmara Municipal solicitando informações da Prefeitura sobre a instalação de ECOPONTO (local de entrega voluntária de entulhos) em Área de Preservação Permanente, no bairro Jardim Ricetti.
Segundo Robertinho, dados fornecidos pela Prefeitura dão conta de que o terreno localizado na rua Totó Leite esquina com a avenida Comendador Alfredo Maffei é uma Área de Preservação Permanente, sendo parte do projeto de implantação de Parques Lineares, que abrigarão ciclovias e toda uma estrutura diferenciada.
Após receber comunicação de moradores das proximidades, incomodados com a retirada de terra do local, o vereador buscou informações sobre a existência de alguma construção de praça ou obra de proteção à mata ciliar do rio. “A informação de que recebi foi de que o local possui uma nascente e que tratar-se de uma área diferenciada, que abrigaria um dos Parques Lineares em nossa cidade”, comentou o vereador.
Em contato com a Coordenadoria do Meio Ambiente, Robertinho foi informado de que qualquer obra no local seria de responsabilidade da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos. Já essa secretaria comunicou que a PROHAB seria a responsável pela obra. Por sua vez o engenheiro responsável da PROHAB informou que a área estaria sendo limpa e receberia serviço de terraplanagem para abrigar um ECOPONTO.
“ECOPONTO significa local de despejo de resíduos sólidos para posterior reciclagem e o local possui uma nascente de água potável e sendo ainda área de preservação permanente”, observa o parlamentar, que pede esclarecimentos à Prefeitura no requerimento que a Câmara aprovou na sessão da última terça-feira (29).
No requerimento, o vereador quer saber da Prefeitura se os moradores da região foram consultados ou informados da pretensão do poder público e qual a razão para que um local de preservação permanente, com nascente e propenso a receber um dos Parques Lineares em nossa cidade, seja foco de um ECOPONTO. 

Robertinho pede vistoria em posto de combustível desativado

22 de Fevereiro 2010

O vereador Roberto Mori Roda (PV) apresentou indicação à Prefeitura apontando a necessidade de vistoria em Posto de Combustível desativado próximo ao SESC.

Segundo ele, “moradores ao redor da avenida Comendador Alfredo Maffei esquina com a rua Martins Camargo, estão se sentindo ameaçados pelos andarilhos que invadiram o Posto de Combustível desativado”. A proposta atende solicitação de moradores da região.
“A situação agravou-se desde dezembro do ano passado, quando a concentração de andarilhos aumentou consideravelmente”. “Uma das preocupações, além do medo de abordagens é o fato de ainda existirem os tanques de armazenamento de combustíveis, que podem conter substâncias explosivas”, comenta Robertinho Mori.

“É urgente que o órgão competente da Prefeitura tome as providências necessárias, inclusive para impedir o agravamento do problema, que causa riscos à segurança dos moradores”, afirmou. Para o vereador, “A necessidade de averiguação do relatado é obrigação do poder público zelar pela segurança e integridade de sua população”.
Em resposta ao pedido do vereador, a Secretaria de Habitação informou que as reclamações são recorrentes e a Prefeitura de São Carlos já notificou o proprietário para as devidas providências por diversas vezes e orientamos os reclamantes a procurarem providências junto à Policia Militar do estado, pois trata-se de invasão de área particular que coloca em risco a segurança da coletividade.
O proprietário do Posto foi notificado novamente para: limpeza do quintal, retirada dos invasores e completo fechamento do imóvel.

Robertinho aponta problemas com herbicidas em terrenos do município

O vereador Roberto Mori Roda (PV) apresentou requerimento na Câmara Municipal solicitando informações sobre o cumprimento da Lei nº. 14.332, de 2007, referente à utilização de herbicidas na limpeza de terrenos. A referida lei modificou uma outra norma, de número 12.902, de 2001, que proibia a utilização de herbicidas para a limpeza de terrenos.

Segundo o vereador, moradores de terrenos onde proprietários utilizam de herbicidas para efetuarem a manutenção dos mesmos, previsto na mesma lei, estão exaustos de conviver com as queimadas que vêm após a utilização do veneno, quando o mato seca e ateiam fogo, o que é proibido, pela mesma lei.

No requerimento o vereador quer saber da Prefeitura, como é feita a fiscalização da utilização de herbicidas na limpeza dos terrenos, que devem ser de baixo efeito residual conforme a lei prevê, qual a punição para quem utilizar o herbicida de forma contrária à correta e como os moradores podem denunciar.

“O problema é sério, pois atinge à saúde dos cidadãos e do meio ambiente”, alerta o vereador.

Robertinho quer informações sobre construção de ciclovias na cidade

04 de Fevereiro 2010

O vereador Roberto Mori Roda (PV) apresentou requerimento na Câmara Municipal solicitando informações da Prefeitura sobre a criação de pista de ciclovias nas avenidas Comendador Alfredo Maffei, Dr. Francisco Pereira Lopes, Trabalhador São-carlense, Morumbi e na Rua Coronel José Augusto de Oliveira Salles.

Segundo o vereador, as reclamações formuladas por condutores de veículos automotores, cadeirantes e ciclistas continuam chegando no Legislativo. “A solicitação de uma área exclusiva, destinada a ciclistas e cadeirantes, que diariamente necessitam transitar pelas principais avenidas e ruas é de extrema importância na cidade”.

“O elevado número de ciclistas que transitam do CDHU, Vila Isabel, Jardim Cruzeiro do Sul e bairros adjacentes ao Distrito Industrial, por falta de uma ciclovia são obrigados a transitarem pelo leito carroçável, correndo sério risco de acidentes”.

“Por tratar-se de locais sem acostamento e de alta periculosidade a implantação de ciclovias seria de grande relevância, pois estaria o município incentivando a população a utilizarem mais bicicletas, contribuindo para a diminuição da poluição do ar e a sonora”, observa.

No requerimento o vereador quer saber da Prefeitura se há projeto visando à implantação de ciclovias em nossa cidade visando atender à segurança necessária aos ciclistas e cadeirantes de nossa cidade.

Prefeitura capacita agentes para fiscalizar Poluição Sonora

05 de Fevereiro de 2010

A Prefeitura de São Carlos conclui nesta semana a capacitação técnica de 20 agentes para o controle e fiscalização das atividades que causam poluição sonora. Oito policiais militares, quatro agentes de trânsito e oito fiscais de serviços públicos da Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Urbano já haviam realizado uma primeira etapa de capacitação na sede da Fundação Educacional de São Carlos.

Após a habilitação, o prefeito Oswaldo Barba deverá expedir o Decreto regulamentando a Lei 13.768/06 de autoria do vereador Robertinho Mori Roda, que objetiva controlar e fiscalizar a Poluição Sonora em São Carlos.

O cronograma de aulas teóricas e práticas se encerram nesta sexta-feira (5). Nesta semana, os agentes realizaram atividade de campo nos estabelecimentos comerciais da região central da cidade com uso do decibelímetro, uma forma de orientar os proprietários sobre as normas que passarão a ser fiscalizadas pelos funcionários capacitados.

Representantes da Prefeitura, ACISC, Câmara Municipal e Policia Militar realizaram, durante todo o ano passado, uma série de reuniões para aprimorar a nova medida, além de buscar a maneira mais adequada de esclarecer a população e proprietários de estabelecimentos sobre essa nova fiscalização.

“A regulamentação da lei vai permitir que o poder público possa combater a poluição sonora na cidade com benefício para todos que buscam uma cidade mais humana e harmônica para se viver, onde haja respeito de direitos e deveres”, explica o secretário municipal de Governo, Marcos Martinelli. O comerciante, segundo o secretário Martinelli, “não é o vilão da história, ele precisa ter informações para não cometer erros ou infringir a lei”, frisou.

A Prefeitura vai coibir os exageros sem eliminar atividades, dando parâmetros para concessão de alvarás para autorização de música ao vivo e horário de funcionamento dos estabelecimentos. Entre as penalidades estão previstas a notificação, multa diária e até a cassação do alvará de funcionamento.

Durante as reuniões, a Polícia Militar reafirmou a intenção de trabalhar em parceria com a ACISC e a Prefeitura como órgão de apoio nas fiscalizações. Para a instituição, o cumprimento da lei vai desafogar o grande número de chamadas que a Policia Militar recebe por perturbação do sossego público e a corporação poderá investir na realização do policiamento preventivo coibindo tráfico, furtos e roubos.

O vereador Robertinho Mori, autor do projeto de lei sobre a Poluição Sonora, entende que concluída a capacitação dos agentes para operação do decibelímetro já é possível regulamentar a lei. “Antes, porém, há a necessidade de conversação com as empresas que monitoram alarme na cidade para que possam ser coibidos todos os efeitos da poluição sonora”, disse Robertinho, ressaltando outro aspecto que a lei pretende regularizar.

APROVADO o projeto do Robertinho, que autoriza a Prefeitura a instituir o concurso “As Sete Maravilhas de São Carlos”

15/10/2009 – Visando despertar o valor cultural, histórico e ambiental de nossas belezas naturais e arquitetônicas, por unanimidade o projeto foi aprovado na última Sessão da Câmara Municipal neste ano de 2009.

Será que temos noção de quantas maravilhas estão passando despercebidas em nossa cidade?
Com esse Concurso vamos buscar conhecê-las, fomentando uma atitude pró-ativa da sociedade em relação ao nosso patrimônio; promovendo a educação por meio de ações de reconhecimento e de valorização do patrimônio; gerando redes de integração para o exercício da cidadania e responsabilidade perante o patrimônio cultural, natural e arquitetônico; potencializando o turismo a partir da divulgação de nossas belezas.
As potencialidades turísticas e a chance de uma exploração racional e não predatória do patrimônio cultural, natural e arquitetônico do município estará sendo estimulado em toda nossa cidade nesta ação.
A realização do Concurso para a eleição das “Sete Maravilhas de São Carlos”, vem como forma de valorização e apropriação do nosso patrimônio, por toda a comunidade.

Robertinho pede manutenção em área de lazer na Santa Felícia

07 de Dezembro de 2009

O vereador Roberto Mori Roda (PV) apresentou indicação à Prefeitura apontando a necessidade de manutenção da área de lazer localizada na rua Cid Silva César, esquina com a avenida Bruno Ruggiero Filho, no bairro da Santa Felícia.

Segundo ele, a área de lazer está em estado de abandono, necessitando da manutenção da praça e dos brinquedos ali instalados. A proposta atende solicitação de moradores da região, que também pedem a construção de uma quadra poliesportiva no local.

“É urgente que o poder público determine ao setor competente que proceda a vistoria no local, a fim de viabilizar a limpeza e manutenção dos brinquedos e realizar um estudo visando à possibilidade de construir a quadra na área”, sugere.

Robertinho quer audiência pública sobre mudanças do clima

02 de Dezembro de 2009

O vereador Roberto Mori Roda (PV) apresentou requerimento no qual solicita à Câmara Municipal de São Carlos a realização de uma audiência pública para tratar de assunto referente à COP 15 – 15ª Conferência das Partes, realizada pela UNFCCC – Convenção Quadro das Nações Unidas sobre mudanças do clima. Mori Roda solicita que para a audiência seja convidado o pesquisador da Embrapa, Paulo Estevão Cruvinel, que participará da conferência.

A COP-15 que acontecerá de 7 a 18 de dezembro em Copenhague (Dinamarca), vem sendo esperada com enorme expectativa por diversos governos, ONGs, empresas e pessoas interessadas em saber como o mundo irá resolver a ameaça do aquecimento global à sobrevivência da civilização humana.

A UNFCCC que se reúne anualmente há uma década e meia com o propósito de encontrar soluções para as mudanças climáticas, este ano a Conferência das Partes tem importância especial, pois há dois anos, desde a COP-13 em Bali (Indonésia), espera-se que finalmente tenhamos um acordo climático global com metas quantitativas para os países ricos e compromissos de redução de emissões que possam ser mensurados, reportados e verificados para os países em desenvolvimento.

“Seria de grande valia que após a COP 15, houvesse uma audiência pública por parte deste Legislativo, para que assim possamos realizar um debate sobre quais as medidas sugeridas ou estabelecidas para a redução das emissões de gases de efeito estufa, com intuito de conscientizarmos nossa sociedade, bem como jovens e crianças”, comentou o parlamentar.

No requerimento o vereador pediu urgência para Câmara Municipal, marcar uma data para Audiência Pública, para tratar deste assunto que é de interesse mundial.

Lei da Poluição Sonora

22 de Outubro de 2009

O vereador Robertinho, autor da lei que deve fiscalizar as atividades que gerem poluição sonora no município, vem se empenhando para que seja feita a Regulamentação que a colocará em plena ação, assegurando o sossego e a tranqüilidade à população, proporcionando assim uma melhor qualidade de vida em nossa cidade.

Nesses últimos meses, foram feitas várias reuniões de conscientização e apresentação das penalidades impostas. Os proprietários de bares e similares, lojistas e profissionais que utilizam carros de som e amplificadores puderam tirar suas dúvidas e contribuir para a elaboração desta Regulamentação.


Reunião para debater a Poluição Sonora

Reunião na ACISC

Reunião na ACISC, junto com os lojistas

Reunião com Policia Militar