• VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
  • VTEM Image Show
 



Você sabia que a Bandeira paulista, cujo modelo se originou da proposta do escritor e jornalista Júlio Ribeiro, em 1888, pouco após a Abolição da Escravatura, só foi oficializada mais de meio-século depois?

A história foi assim: em 16 de julho de 1888, Júlio Ribeiro, fundador do jornal "O Rebate", que fazia campanha pela República, lançou nas páginas de seu periódico a proposta de criação da bandeira de São Paulo, onde ela aparecia com quinze listas, posteriormente alterada para treze. O porquê disso é que desaponta. Na verdade a alteração foi feita para uma melhor visualização. Estudiosos de Heráldica ao analisar a bandeira, constataram que o número de quinze faixas não era muito bem proporcionado, faltando aquele equilíbrio necessário para se conseguir a áurea proporção. Assim passaram a desenhá-la com treze listas, pois era absolutamente imperioso conferir-lhe "harmonia espacial e linear".

A adoção da bandeira como símbolo dos paulistas tomou força apenas às vésperas do Movimento Constitucionalista de 32. Mas, Getúlio Vargas, durante o Estado Novo, suspendeu o uso dos símbolos nacionais, incluindo a bandeira paulista, que só seria oficializada em 27 de novembro de 1946, sob o Decreto-lei 16.349 da Constituição Federal, que devolve aos Estados e municípios o direito de cultivar símbolos próprios.

Heráldica:A Bandeira simboliza de modo perfeito a gênese do povo brasileiro, as três raças de que ela se compõe - branca, preta e vermelha.
As quatro estrelas a rodear um globo, em que se vê o perfil geográfico do país, representam o Cruzeiro do Sul, a constelação indicadora da nossa latitude astral.

Fontes: Informações cedidas pelo Centro de Referência e Disseminação de Informações Imprensa Oficial - Palácio dos Bandeirantes e pela Biblioteca Virtual do Governo do Estado de São Paulo.
(Informações retiradas do livro: Símbolos Paulistas de Hilton Federici)

Acompanhe nosso trabalho

Envie suas sugestões, críticas.