Na quinta feira (28), Robertinho Mori participou da Audiência Pública

Na quinta feira (28), Robertinho Mori participou da Audiência Pública às 10 hs no Legislativo para Demonstração e Avaliação do cumprimento de Metas Fiscais da Secretaria Municipal de Saúde o vereador em sua fala parabenizou o trabalho que a Secretaria e todos os Profissionais da Saúde envolvidos na Pandemia Covid 19, dedicando suas vidas sem medir esforços.
Robertinho realizou várias indagações entre elas:
1- Sobre o Hospital de Campanha;
2- Sobre a Contratação e especialidades dos 75 profissionais contratados;
3- Possibilidade de Convênio para Atendimento Odontológico na APAE, pois a dentista que atuava se aposentou a um ano meio e não foi substituída, o município possui o COE – Centro Odontológico Especializado, entretanto por questões práticas já que estão na instituição, seria mais fácil;
4- E sobre a Lei que trata da Publicidade e Funcionamento e Atendimento de Saúde no Município;
5- E sobre a Lei que dispõe sobre a obrigatoriedade de todas as placas de atendimento prioritário incluir o símbolo mundial do Transtorno do Espectro Autista;

As respostas seguem a seguir:

Em relação ao Hospital de Campanha o Secretário de Saúde enfatizou que a Secretaria segue os procedimentos médicos que preconizam a vida. Explicou que quando foi confirmado o primeiro caso da COVID 19 o Comitê Técnico Executivo onde estão envolvidos, médicos, pessoas que entendem do assunto passaram a considerar que São Paulo é o epicentro da Pandemia e o Professor Bernardino apontou que o pico em São Carlos seria Abril e Maio. Inicialmente seria 30 leitos e conforme as necessidades os mesmos seriam implantados gradativamente. Houve contatos com a Unimed, Santa Casa, HU para instalação do Hospital de Campanha. O HU encaminhou Ofício informando que o espaço faltava hidráulica e elétrica , o investimento seria longo. A reitora da UFSCAR ofereceu o Centro de Convenções não tinha estrutura, não tinha circulação de ar, de acordo com a Comissão Técnica. A UNIMED está com o espaço da Casa de Saúde em reforma e a Santa Casa não tinha condições, pois atenderia os casos mais graves. O campo do Luizão foi mencionado para instalação seguindo modelo do Pacaembú, porém faltava hidráulica e teria a necessidade de colocação de tendas, desta maneira não seria viável, devido a situação climática. O Comitê decidiu optar pelo Ginásio Milton Olaio Filho que já tinha a Infra estrutura, e o investimento de tudo ficaria para o município. Esclareceu que somente as placas drywall foram alugadas, devido ao alto custo. Além disso havia necessidade de estar preparado para ter os leitos, para estar de acordo com o Ministério Público.

Em relação a contratação de profissionais foi publicado em 17 de março a Convocação, e a Contratação ocorreu em maio, e até a presente data foram contratados 18 funcionários, sendo 02 clínicos para UBS, 01 clínico para USF, 11 para o Programa mais Médicos, 03 clínicos para UPA e 01 especialista – psiquiatra.

Quanto à possibilidade de Convênio para atendimento odontológico na APAE, Robertinho deixou claro que fala em seu nome como vereador, pois conhece as necessidades e considera as facilidades de higienização, infecção e prevenção. O secretário informou ser bastante pertinente o assunto, apesar da dificuldade para composição e contratação de profissionais. Espera que após o período Pós-Pandêmico possa se refazer a visão dos gestores de saúde uma nova política pública para a saúde, um olhar diferente, concorda com a necessidade do atendimento odontológico e irá tomar providências para reforçar o atendimento na APAE.

Mori mencionou ainda que apesar de ter a escala de funcionamento afixada na parede a mesma não está nítida, o que dificulta a leitura e compreensão da população além de não fazer a menção ao número da Lei Municipal. Por fim, o parlamentar agradeceu os esclarecimentos e mencionou o bom atendimento realizado pela UBS ao tomar a vacina contra gripe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *